domingo, 18 de junho de 2017

LEITURAS DO MÊS: Abril e maio 2017


Olá. Vim trazer as minhas leituras dos meses de abril e maio. Em abril li apenas um livro e que foi um dos melhores do ano. Em maio consegui encaixar três livros, e aí teve favorito, leitura divertida e uma nem tão boa assim. Como ultimamente não estou escrevendo resenhas completas, abaixo você confere minha opinião sobre minhas últimas leituras:


O SOL É PARA TODOS | Harper Lee | José Olympio | Nota 5/5 + 

"Um livro emblemático sobre racismo e injustiça: a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça.
O sol é para todos, com seu texto “forte, melodramático, sutil, cômico” (The New Yorker) se tornou um clássico para todas as idades e gerações." - Skoob

Eu li O Sol é Para Todos em abril. Ele foi minha única leitura desse mês. E foi maravilhoso. Só que como abril foi o mês de provas na faculdade, eu li o livro aos pouquinhos. Um capítulo antes de dormir, mais alguns no fim de semana. O mais incrível foi que sempre que eu retomava a leitura, e uma vez foi depois de uma semana sem pegar ele para ler, eu conseguia me conectar facilmente com a história, a escrita e os personagens. Eu me envolvia, mergulhava na história como se nunca tivesse parado.

Eu amei, amei, amei o livro. Depois que assisti a adaptação (e amei muito!) quis ler o livro. Como faz um tempinho que li (e queria muito ter feito um post só para ele), já esqueci algumas primeiras impressões que tive ao virar a última página do livro. Um detalhe que eu lembro que queria abordar na resenha é que no livro conhecemos personagens que não aparecem no filme. Por exemplo, os tios das crianças, tia Alexandra e tio Jack. E também conheci mais da srta. Maudie e da sra. Dubose, além de alguns acontecimentos que não foram colocados na adaptação.

Racismo, preconceito entre classes sociais, assuntos vistos pelos olhos de uma menina, com toda sua inocência e opinião forte. Os diálogos, pensamentos e questões levantadas por Scout. Cada capítulo era um tapa na cara por causa de algo que Scout tenha dito, feito ou perguntado. Tudo o que ela aprende com Atticus, as aventuras com Jem e Dill.

Sei da existência de Vá, Coloque Um Vigia, mas eu já li alguns comentários positivos e negativos sobre a continuação, e depois de descobrir certos acontecimentos, decidi que não vou ler. Prefiro ficar com a sensação maravilhosa de quando terminei O Sol é Para Todos.

Enfim, eu tinha tanta coisa para escrever sobre esse livro na época em que terminei. Mas o importante é que eu li e que ele virou um dos meus livros favoritos da vida. Scout é uma protagonista para guardar no coração. E a capa do livro também, que é linda demais.


UNIVERSOS AFINS | Rainbow Rowell | Novo Século | Nota 5/5 + 

"Estar numa fila não é uma situação das mais agradáveis. Porém, para a jovem Elena, acampar na frente do cinema só para acompanhar a estreia do mais novo Star Wars é nada menos que uma grande jornada. O problema é que em dias de internet (e compras de ingressos on-line), essa vibe de fila não é compartilhada por muitos outros fãs. Ao chegar ao cinema, dias antes da estreia, só há mais duas pessoas ali acampadas: Gabe e Troy, que entendem a fila como um ritual obrigatório para tornar aquela experiência algo realmente memorável. Universos afins é um saboroso conto geek sobre expectativas e sobre compartilhar paixões. Rainbow Rowell mais uma vez apresenta uma obra inocente e engraçada, com aquela pontinha de nostalgia que nos deixa com um nó na garganta, como há muito tempo atrás, numa galáxia muito, muito distante." - Skoob

Com uma escrita fluida e envolvente, a leitura de Universos Afins foi fácil, pois foi uma história gostosinha, divertida e com ótimos diálogos.

O final é demais e me fez querer mais páginas para eu continuar na companhia de Elena, Gabe e Troy. A história é fofa e geek, e conta sobre a paixão de três pessoas por Star Wars. E como eu gostaria de ter na vida real os diálogos dos personagens.


LIGAÇÕES | Rainbow Rowell | Novo Século | 4/5

"Georgie McCool sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura.
Talvez sempre esteve em segundo plano.
Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças.
Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo.
Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer…
Será que é isso mesmo o que ela deve fazer?
Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido?" - Skoob

Ligações foi um livro divertido. Os diálogos, situações e pensamentos da Georgie foram muito engraçados. A ideia do telefone foi incrível. Eu gosto muito da escrita da autora, e acho que só agora percebi isso, mesmo depois da leitura de Universos Afins. Na metade do livro eu achei a trama um pouco cansativa, repetitiva talvez, mas gostei dos últimos capítulos. 

Acredito que minhas cenas favoritas foram as de quando Georgie lembrava do passado, de quando conheceu Neal, das conversas entre eles, do casamento, de quando falava sobre o início da vida de casados, das filhas. O humor foi algo que me marcou, e achei a leitura uma experiência muito boa, notando que gosto mais quando a autora escreve sobre a vida de pessoas adultas e seus problemas. Ah, e o trabalho gráfico do livro está lindíssimo.


O FUTURO DE NÓS DOIS | Jay Asher & Carolyn Mackler | Galera Record | Nota 3/5

"É 1996, e menos da metade dos alunos das escolas de ensino médio nos Estados Unidos já tinham usado a internet. Emma acaba de ganhar o primeiro computador e um CD-ROM da America Online de Josh, seu melhor amigo. E ao instalar o programa, logo no primeiro acesso, descobrem que acabam de entrar no Facebook, dali a quinze anos. Todos se perguntam como será o futuro. Josh e Emma estão prestes a descobrir..." - Skoob

Eu esperava mais desse livro. Não me apeguei a nenhum personagem, não consegui me importar com eles. No máximo gostei da Kellan, amiga da Emma, que tinha opiniões bem legais.

Os capítulos são bem curtos, então a leitura foi fluida, porém não foi envolvente. Eu estava lendo para chegar ao fim, para saber o que aconteceria no último capítulo.

Faltando alguns capítulos para acabar, eu fiquei curiosa para saber o rumo final, o que estaria naquelas últimas páginas. Mesmo assim achei a história uma fórmula clichê adolescente, apesar de a premissa ser bem interessante, me fazendo começar a leitura com algumas expectativas. Comparei alguns momentos com o livro De Repente Acontece, que eu não gosto nenhum pouco. E como a história se passa em 1996, lembrei muito de O tempo entre nós, e fiquei pensando que Emma e Anna tem o gosto pela corrida em comum, e Josh e Bennett gostam de andar de skate.

Um detalhe que prendeu minha atenção foi que Emma descobre algo que vai acontecer no futuro com uma pessoa, e como é algo sério, ela tenta evitar no presente. E é claro que o livro passa uma mensagem muito bacana: fala sobre vivermos o agora, sobre nos desconectarmos e olharmos ao redor, para o que realmente importa, para as pessoas que amamos e que nos ama (mas fiquei pensando que muitas vezes é pelas redes sociais que as pessoas se encontram, reencontram e se aproximam). Então a nota 3 que eu dei para O Futuro de Nós Dois foi por causa da escrita leve e fluida, da Kellan e de algo que Emma descobre sobre o futuro.

Abraços e até a próxima!

2 comentários:

  1. Amei os livros, sou muito fã da Rqainbow Rowell!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Ai, que legal. Gosto muito do modo como a autora escreve. Obrigada por comentar!

      Excluir